Artigos Técnicos

9 de maio de 2017
Oil Rig 155914063

Orientação do grão em forjados – Efeito do forjamento na orientação do grão – Parte III

Nos dois últimos artigos, nós examinamos as definições básicas da orientação dos grãos e descrevemos as propriedades anisotrópicas dos metais devidos à orientação. As propriedades mecânicas […]
9 de maio de 2017
Figura 2.  Linha de produção de rodas forjadas de alumínio

Forjamento de rodas de alumínio para carros e caminhões

Este artigo descreve as demandas de proteção ambiental e as possíveis oportunidades para a indústria de forjamento neste processo, oferecendo produtos como rodas forjadas de alumínio […]
8 de maio de 2017
destaque

Análise do comportamento das deformações e tensões do forjamento através da simulação numérica

Durante a deformação plástica de um material metálico causada pelo forjamento, os valores de deformações e tensões se comportam de forma distintas, dependendo da região analisada. […]
1 de novembro de 2016
capa

Design de experimentos e otimização em processos – Parte I

Neste primeiro de dois artigos que mostram como o design de experimentos (DOE) e a otimização em processos podem ser aplicados ao forjamento, iremos definir os termos e ilustrar como eles se adequam ao processo de forjamento e projeto do ferramental. Para maximizar o retorno do tempo e capital investido, todos os experimentos serão feitos usando o processo de simulação
31 de outubro de 2016
Car production

Orientação do grão em forjados – Como o forjamento muda a orientação do grão – Parte II

As propriedades mecânicas de um metal com relação à orientação do grão são anisotropicas. As propriedades que envolvem uma fratura ou uma quebra, tais como fadiga por esforço mecânico, resistência a impacto e alongamento por tração, serão maiores se a orientação dos grãos estiver ao longo do eixo longitudinal do corpo de prova que está sendo testado
11 de abril de 2016
aerogerador-1-1221295

Análise das deformações e das tensões para o forjamento em matriz aberta de eixo vazado

Este trabalho tem como objetivo analisar o Forjamento em Matriz Aberta (FMA) de tarugos cilíndricos com o intuito de produzir um eixo vazado através de simulações […]
3 de abril de 2016
DSC_0796

Inovações em equipamentos e processos para laminação de produtos anulares

Este artigo apresenta aspectos da tecnologia de laminação de anéis sem costura e seus avanços na Muraro Presse, na Itália. Essa tecnologia substituiu o uso de energia hidráulica por um sistema composto por motores elétricos especialmente projetados e parafusos de potência para o fornecimento da capacidade de forja da máquina. Softwares avançados e sistemas de controle estão integrados aos equipamentos
3 de abril de 2016
Photo 1

Mecanismos de fechamento para a forja de pré-formas em matriz fechada e sem rebarbas

O forjamento com redução de rebarbas consiste em uma alternativa promissora para a conformação de peças complexas, utilizadas em situações de trabalho que requerem grandes esforços. Uma das maneiras de se alcançar isso é através da obtenção de pré-formas por processos que não utilizam as rebarbas. Evitar a geração das rebarbas durante a pré-formação, por meio do fechamento completo da matriz de forja, consiste no principal desafio deste processo almejado, especialmente quando a linha de separação da matriz coincide com o centro da peça
3 de abril de 2016
6

Condições da deformabilidade/forjabilidade dos metais

De uma forma geral, a deformabilidade (ou forjabilidade) pode ser avaliada através de um ensaio de tração para um efeito comparativo entre diferentes materiais ou histórico de um mesmo material. Nesse sentido, pode-se analisar efeitos da microestrutura, temperatura, velocidade de deformação (strain rate) e deformaçã
2 de abril de 2016
Billets Large

Redução dos custos operacionais com o consumo de energia no aquecimento por indução

A compreensão de um aquecimento por indução eficiente e como ele pode ser aperfeiçoado são temas importantes para os forjadores que buscam uma redução dos seus custos operacionais com o consumo de energia. Este artigo traz uma explicação matemática bastante simples para uma operação de aquecimento por indução eficiente e ainda aborda alguns procedimentos práticos que podem ser realizados para maximizá-la